Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

Meu filho quer ir para a escola. E agora?

Eis uma pergunta cada vez mais recorrente, uma vez que a primeira geração de interessados em homeschool amadurece e seus filhos aproximam-se da idade (dita) escolar.

Antes do mais, é importante averiguar as razões alegadas pela criança para ir à escola. Na maioria das vezes o desejo está atrelado ao interesse em estar com outras crianças, em brincar com outros brinquedos, em fazer algo diferente... Enfim, na grande maioria das ocasiões, o que a criança quer não é a escola, mas as pessoas e/ou coisas que lá estão.

No entanto, e especialmente em se tratando de crianças sozinhas, que não têm irmãos, o desejo adquire um peso maior: a criança quer, com razão, alguém com quem brincar, alguém que esteja mais próximo do seu mundo que um adulto: a criança quer um igual. E é neste caso em que a maioria dos pais que desejam praticar o ensino doméstico com seus filhos descobrem-se em apuros.

Pensando neles, aqui vão alguns poucos pontos que podem (assim espero) ajudar na reflexão sobre tão importan…

Homeschooling e finanças (2)

Conforme prometi no post anterior, deixo aqui uma lista de dicas práticas especialmente elaborada para as famílias que querem passar a praticar o homeschooling e contarão com apenas uma fonte de renda. Trabalhe em casa - Se você tem a possibilidade de desenvolver sua profissão ou trabalho diretamente de casa, sem, no entanto, comprometer o andamento da rotina doméstica e a educação das crianças, faça isso. Mas lembre-se de não inverter as prioridades e de que o trabalho em casa exige ainda mais disciplina do que o trabalho fora de casa, pois você será o responsável por seus horários e metas;Corte os supérfluos - Cada família tem a sua lista de "mimos", aquelas coisas das quais gostamos e das quais não precisamos. Em nosso caso, cortamos a TV a cabo, um dos celulares, e a tele-entrega da pizza;Não desperdice alimentos - Quando falamos em desperdício costumamos pensar na comida que sobra nos pratos após as refeições e que vai para o lixo, mas também há aquelas partes dos alimen…

Homeschooling e finanças (1)

Dias atrás, recebi aquela que foi, muito provavelmente, a mensagem mais grosseira já escrita e entregue a mim nestes dois anos de blog. Nela, uma senhora que eu não tenho a menor ideia de quem seja, dizia que minhas críticas à escola baseavam-se no fato de eu ser rica, de eu ter um marido rico e, portanto, não precisar trabalhar, podendo, então, ficar com as crianças em casa*. Quem me conhece, bem... não preciso nem comentar, não é, pessoal? Risadas à parte, achei que as grosserias ditas serviriam como um bom ponto de partida para uma questão importante: Como ser uma família homeschoolernão sendo rica. Aliado a isso, tenho também algumas alunas do curso "De volta ao lar" que desejam sair do mercado de trabalho e temem pela saúde financeira de suas famílias. Por conta desta combinação de fatores é que agora escrevo.
Primeiro, gostaria de falar um pouco a respeito de minha saída do mercado de trabalho. Convém dizer que meu retorno ao lar não foi fruto de uma nova compreensão a …

Maio, mês do nosso aniversário!

Meus queridos leitores, eu não esqueci de vocês!

Este é o mês de aniversário do segundo ano do Encontrando Alegria! Simmm!!! Saibam, portanto, que se eu ando sumida é porque estou preparando alguns presentes para vocês!

Aguardem as novidades! :)